Escolha uma Página
Age of Mythology

Ótimo jogo pra quem gosta de mitos

A Otimização de Motor de Busca (SEO) pode ser vista como um grande tabu no marketing pela internet. Enquanto todos nós já ouvimos falar ou sabemos algo sobre isso em algum nível, os mecanismos de busca, como o todo poderoso Google, não falam abertamente deste assunto. Um algorítimo de motor de busca é o segredo mais bem guardado da internet e meros mortais como nós não podem nunca conhecê-lo, sob o risco de destruirmos o mundo dos mecanismos de busca como o conhecemos…

Revisado em 22/05/2016. Comentários em vermeho.

Está parecendo o inicio de uma história de mitos e superstições antigas? Bom, as aparências não param por aí. De certa forma o segredo que os mecanismos de busca fazem dos seus algorítimos e dos critérios utilizados para classificar os sites não é somente uma coisa boa, como é a pedra fundamental para o funcionamento desses mecanismos. Mas como todos somos humanos é da nossa natureza especular e imaginar sobre o desconhecido, como faziam os antigos gregos ao criar seus mitos. Por isso inventamos receitas infalíveis para melhorar a posição de um site no Google que são tão efetivas quanto aquela simpatia de colocar linha na testa da  criança para parar com o soluço.

Nesse emaranhado de informações é difícil separar o que é verdade das meias-verdades e mentiras completas. Com o passar do tempo vi inúmeras pessoas gastarem tempo e dinheiro em “otimizações” que nunca dariam nem darão resultados nos motores de busca. Vou ajudar a esclarecer alguns mitos sobre otimização de motor de busca que só servem para confundir e dificultar a vida de nós, meros mortais.

1º MITO – OTIMIZAÇÃO DE META-KEYWORDS
Esse é o avô de todos os mitos, mas que tem um fundo de verdade. Meta tags eram o principal fator de otimização para motores de busca no século passado, na era A.G. (Antes do Google), mas desde então os mecanismos de busca ficaram muito mais espertos. Tá certo que colocar as meta-keywords em todas as páginas não vão lhe causar nenhum mal mas não fazem a mínima diferença em uma briga de cachorro grande pelo top 10 do Google. É melhor não perder tempo com isso hoje em dia ou utilizar um script automatizado, como os do Worpress e Joomla.

Lembrei de um caso onde um cliente tinha uma loja virtual feita para ele. O script de meta-keywords dele colocava todos os títulos dos produtos como meta-keywords da página inicial. Além de não ajudar em nada o SEO, esse script estava atrasando a abertura do site em quase 4 segundos, simplesmente porque a loja tinha mais de 20 mil produtos! Então repensando agora, meta-keywords mal feitas podem te causar mal sim…

2º MITO – PIPE “|” AO INVÉS DE HÍFEN “-” NO TÍTULO
Por mais idiota que possa parecer isso, já vi muitas pessoas discutindo páginas e páginas em fóruns sobre qual caractere utilizar no título para separar as palavras-chave. Alguns dizem que a melhor forma é o hífen, outros que é o pipe (aquele caractere vertical que fica, normalmente, em cima da barra invertida “”), outros ainda que o melhor é a vírgula ou o ponto e vírgula.

Pessoal, qual é?! Vocês acham realmente que os programadores do Google ou de qualquer outro motor de busca estão preocupados com que caractere o site utiliza para separar suas palavras-chave? Eles tão pouco se… preocupando com isso! Desde que a palavra-chave que tenha relação direta com o conteúdo da página esteja dentro dos 60 primeiros caracteres do título, os robôs leem e tá tudo certo!

3º MITO – TROCA DE LINKS COM DIRETÓRIOS
Você provavelmente já encontrou diretórios de links que pediam, ou melhor, exigiam que você colocasse um link deles no seu site antes que eles listassem o seu. Se você caiu nessa, você foi enganado! Abra outra janela ou aba do seu navegador, entre no seu site e tire isso de lá AGORA!

Reciprocidade de links dão um valor muito questionável ao seu site nos mecanismos de busca. Para eles parece que o seu site não consegue links se não der links em troca. Adicione isso ao fato do diretório ter milhares de links recíprocos que você vai ver que trocou um bom link do seu site por um link horrível do diretório.

Isso ainda é mais grave hoje em dia depois das evoluções do Panda e do Pinguim. E vejo muitas grandes empresas de marketing digital sugerindo troca de links. Cuidado ao seguir essa estratégia…

4º MITO – EU USO O ADSENSE E O ADWORDS. POR ISSO SOU INDEXADO MAIS RÁPIDO
Eu já vi muita gente falar isso em fóruns e até em blogs. Alguns bobões ficam dizendo que se você tiver anúncios no AdWords ou mostrar anúncios do AdSense, você será indexado mais rápido que os outros sites.

Isso é pura mentira. De acordo com o próprio Google:
“Mostrar anúncios do Google não ajuda a classificação do site no Google e comprar anúncios do Google não aumenta o seu ranking nos resultados de busca.”

Não sei quanto a você mas eu prefiro acreditar no Papai Google que em algum anônimo que dermorou mais tempo criando seu nick e avatar do que estudando os mecanismos de busca.

5º MITO – ACELERAR O RASTREAMENTO DO SITE ALTERANDO A TAXA DE RASTREAMENTO NO WEBMASTERS.GOOGLE.COM
Isso só funciona se o seu site tem um alto nível de autoridade, uma grande biblioteca de conteúdo e atualizações constantes e relevantes para o Google lhe dar esse “poder”. Ter um site com pouco ou quase nenhum conteúdo, atualizações mensais ou semestrais e pouca relevância não vai te ajudar a ser rastreado mais rápido, nem pedindo. Nem implorando. Eu sei. Já tentei (mais de uma vez…rs).

Karate Kid

6º MITO PR ALTO = ALTA CLASSIFICAÇÃO
Apesar do PageRank ser um indicativo da qualidade e autoridade de um site não significa necessariamente que um site com PR mais alto vai sempre estar em uma posição melhor que um site com PR mais baixo. Lembre-se, o PR é só um dos muitos fatores de classificação de sites. Ainda temos a qualidade do conteúdo, a relevância dos links de entrada, fatores de página, uso de palavras-chave e busca personalizada. Pense no PR de um site como nos músculos de um lutador. Não adianta ser o mais forte se não tiver a técnica, a velocidade e a sabedoria para utilizá-los. Da mesma forma não adianta ter um site com PR alto e todos os outros atributos baixos.

7º MITO – DEPOIS DE 6 MESES NÃO PRECISAREI MAIS OTIMIZAR MEU SITE PORQUE ELE JÁ VAI ESTAR BEM COLOCADO
Apesar de concordar que 6 meses é tempo mais do que suficiente para ver algum progresso em sua campanha de otimização de motor de busca, tenho que alertar que diferentes sites possuem necessidades diferentes e quantidade de trabalho diferente para uma boa qualificação. Por exemplo, um site sobre imóveis vai levar muito mais do que seis meses para chegar ao topo dos rankings, enquanto um site de origami levará bem menos tempo.

Além disso, os algorítimos dos mecanismos de busca mudam constantemente a fim de oferecer melhores resultado e experiência para os usuários. Isso resulta na necessidade de acompanhamento constante dessa paisagem em movimento, para verificar qual é a necessidade do seu site e como você pode intervir para adaptá-lo e melhorá-lo.

Com este 7º mito eu termino minha empreitada como Caçador de Mitos em Otimização de Motor de Busca (bem que o Discovery Channel podia me contratar… saudades dos Mythbusters…). Existem muitos outros mitos rolando pela internet, mas esses são os principais dos quais me lembro.

Você já viu algum outro que eu não disse aqui? Comente abaixo a respeito desse mito e ajude-nos na empreitada iluminista de esclarecer as mentes dos supersticiosos reles mortais.

Até mais!

RicardoLG